The Last of Us Part II: Confira detalhes e gameplay

17/11/20

Muito tempo se passou desde que foi anunciado, mas em nenhum momento os fãs desanimaram, ou a Naughty Dog deixou o hype esfriar. Após o desenvolvimento envolto à polêmicas e denúncias, a tão aguardada sequência do clássico de PlayStation 3 está próxima de seu lançamento.The Last of Us II será lançado para o PlayStation 4 no próximo dia 29 de maio e a edição standart estará com o preço padrão de exclusivos de R$ 249, porém algumas lojas na internet, como Amazon, Submarino e Americanas, estão oferecendo a mesma versão básica do game com 20% de desconto com cuons de compra a vista, abaixando o preço para R$ 199.A edição especial do game, possui uma caixa metálica estilo steelbox, o jogo completo, tema dinâmico para PS4, e um conjunto de seis avatares da PSN, possui preço padrão de R$ 289, mas comprando em lojas que oferecem desconto a vista, como Amazon, Submarino e Americanas, a edição de m especial sairá por R$ 232. As edições especiais que serão disponibilizadas para a América do Norte, assim como a Ellie edition, não serão disponibilizadas para o Brasil, mas se você não liga para o preço atual do dólar, pode se arriscar comprando em sites internacionais que disponibilizam entrega no Brasil.As mídias digitais estão disponíveis na PlayStation Store e são:

A história do game se passa cinco anos após os acontecimentos do primeiro, onde nossos protagonistas estão vivendo em uma pequena cidade dos Estados Unidos chamada Jackson, Wyoming. A vida é calma com rotina tranquila, até que acontecimentos forçam Ellie a partir em uma jornada de justiça em busca da paz novamente. A protagonista será obrigada a realizar decisões colocando o jogador em meio a conflitos morais e éticos, colocando em questão conceitos que conhecemos entre bem e mal, ou de quem é herói ou vilão.Neil Druckman deu algumas informações sobre o relacionamento de Ellie e Joel dizendo que a relação dos dois não é mais a mesma. Em entrevista ele falou: "O relacionamento deles está tenso. Um pouco porque adolescentes são adolescentes, e outro por causa da história deles, e é por isso que você não tem os visto juntos", respondeu Druckmann. "Grande parte de The Last of Us é sobre essa dupla e sua dinâmica e como eles estão juntos, como eles interagem juntos. Eu direi que Joel desempenha uma parte importante deste jogo.”Os cenários apresentados irão desde as florestas e montanhas calmas em meio à natureza de Jackson até as grandes construções de Seattle que agora está abandonada coberta de ruínas e vegetação onde antes era uma das maiores e mais importantes cidades dos Estados Unidos, durante a gameplay, o jogador encontrerá anotações com mais detalhes dos acontecimentos naquela parte do mapa.

Falando em gameplay, haverá mudanças significativas na jogabilidade de The Last of Us Part II, um elemento que influenciará bastante na forma de se jogar o game, é que todos os personagens contarão com o sistema de batimentos cardíacos, que irá oscilar conforme o momento em que Ellie passa, tornando a furtividade um elemento cada vez mais desafiador em momentos de tensão, já que seus batimentos e respiração irão se alterar confrome esses momentos. Além disso, os Estaladores (ou Clickers) irão ter um sentido mais apurado para identificar estes batimentos com mais facilidade.Embora o sistema de luta e combates permanecem com certa similaridade ao primeiro jogo da série, a sequência apresenta melhorias no sistema de ataques furtivos, juntos a inimigos mais complexos o ar de tensão fica melhor aumentando a imersão da experiência dos jogadores. A Naughty Dog chama este sistema de “stealth análogo”, e promete que o jogador não está 100% seguro a menos que esteja totalmente fora do campo de visão do inimigo, caso contrário, haverá riscos consideráveis, o que não garante sua sobrevivência.Talvez a maior mudança nas lutas está presente no sistema de esquiva que será decisivo na sobreivência do personagem e permitirá que haja um contra-ataque decisivo ao desviar de Estaladores ou Humanos. Outra grande mudança está na movimentação mais fluída da personagem, diferente de como era com Joel no primeiro The Last of Us, na sequência, Ellie poderá se arrastar no chão e se esconder atrás de carros e barreiras fazendo o mínimo de barulho, assim como pular cercas e usar alguns obstáculos para acessar andares superiores de construções. Além disso, será possível chegar e atingir objetivos de maneiras diferentes e usando caminhos diferentes.Usando a habilidade de escutar, Ellie poderá identificar o próprio cheiro, podendo assim encontrar caminhos que cães não a encontre facilmente, evitar caminhos de risco e encontrar inimigos.

Outras novidades são na parte de armas e crafting. O jogador possui acesso a um arsenal cada vez mais crescente e armas com mais possibilidades de customização e modificação além, é claro, do arco e flecha que favorece ataques furtivos. Infelizmente não podemos dizer o mesmo sobre munições e suprimentos que estarão mais escassos, dependendo do jogador ter que vasculhar cada caixa, gaveta, armários e cantos em construções para encontrá-los.Coquetéis molotovs e pacotes de vida podem ser craftados com itens que se encontram pelo cenário, além disso, Ellie possui uma árvore de habilidades que podem ser melhoradas conforme seu progresso, pegando caixas de remédios, melhorias em furtividade, habilidades auditivas, entre outras.

Analisando os personagens, Ellie não será a única na jornada, conforme vimos nos trailers, Joel, agora bem mais velho, estará presente no game, porém não será esta figura paternal que foi no primeiro jogo. Dina é a outra personagem que acompanha Ellie, sendo sua amiga e interesse romântico, elas dividiam tarefas no acampamento em Jackson. Além dos dois, Ellie contará com outros aliados durante o decorrer da história."Não posso dizer muito sobre quanto tempo o jogador vai passar sozinho", disse Anthony Newman, co-diretor de The Last of Us Part 2, ao GameSpot. "Aliados estão no coração dos games da Naughty Dog. Conseguimos realizar coisas incríveis com eles". Newton reforça dizendo que os aliados conseguirão realizar ações, como matar furtivamente, por vontade própria, possuindo sistema de combate com diversas nuances que vão desde ajudas diretas até mesmo resgate de Ellie em uma situação complicada. O objetivo é tornar os NPCs masi flexíveis e complexos.Por outro lado, a inteligência artificial dos inimigos está mais apuradas e tornará os antagosnistas mais inteligentes com novo estado de alerta que os permitirão desde não ter noção nenhuma de onde o protagonista está até estar completamente ciente da posição do jogador.Caso use uma arma furtiva, ao encontrar o corpo, os aliados de seu inimigo poderão presumir onde você está escondido, não dando mais a possibilidade de se aproveitar de arco e flecha para matar vários inimigos sem sair do lugar. Será mais difícil passar desapercebido pelos lugares além de obrigar o jogador a movimentar-se constantemente para não ser encontrado após matar seus inimigos.Além dos inimigos infectados ou não, Ellie enfrentará um grupo de ódio chamado Washington Liberation Front (WLF), que consiste em pessoas xenofóbicas que estão no controle de Seatle agindo de maneira hostil e violenta com os forasteiros que pisam em locais que eles consideram ser seu território, mesmo que seja apenas de passagem.O grupo, além de armado possui à sua disposição recursos que os permitirão caçar o jogador, como cachorros com habilidade de te farejar até mesmo em locais supostamente seguros e alertar o WLF sobre sua localização, para evitá-los Ellie precisará se atentar a seu cheiro e utilizar os recursos do cenário para distrair os cães como pedras e garrafas.The Last of Us Part II está previsto para ser lançado em 29 de maio de 2020 sendo exclusivo para PlayStation 4 e possivelmente sendo lançado posteriormente para o PlayStation 5.Por: PhMordred

As notícias mais quentes