Resident Evil: Village - Jogo possui forte influência de Resident Evil 4

21/1/21

O oitavo jogo da franquia Resident Evil já possui diversos trailers que mostravam uma ambientação que nos remete a vilarejos europeus, local onde de fato se passa o jogo, e desde então os fãs vêm especulando sobre influências de Resident Evil 4, um dos mais amados da franquia.

E após o Resident Evil Showcase que foi ao ar na noite de hoje (21), tivemos mais detalhes sobre jogabilidade, design e é claro os inimigos presentes no jogo e basicamente teremos uma versão melhorada e aprimorada de Resident Evil 4 no que diz respeito aos ítens destacados.

Antes de continuar, confira nossa Caneca oficial com design exclusivo.

Por razões óbvias a história será diferente, nos colocando em certo momento na pele do mais novo protagonista da série, Ethan Winters, que roubou a cena em Resident Evil 7: Biohazard por ser apenas um civil comum sem treinamento de combate e sem nenhuma ligação aparente com os demais protagonistas ou personagens da série, embora sua esposa Mia fosse membro de uma divisão secreta da Umbrella Corporation.

O personagem parece estar preso em um vilarejo esquecido em algum lugar da Europa e precisará descobrir alguns segredos sobre o local que abriga criaturas ainda mais estranhas e perturbadoras incluindo criaturas aparentemente mitológicas como bruxas e lobisomens (que deverão ter outra denominação no jogo) e alguns monstros portando armas, como os velhos ganados de foice.

Dentre os elementos mais próximos do título protagonizado por Leon, temos os mosntros que desempenham um certo padrão na história, tendo seus lugares específicos para aparecer, o ambiente onde o personagem está inserido e é claro o sistema de armazenamento muito semelhante à maleta que o senhor Scott Kennedy carregava consigo. Neste sistema introduzido em Resident Evil 4, teremos também possibilidade de criação assim como em Resident Evil 7 que permitirá a combinação de fluído químico com ervas e pólvoras para criarmos ítens úteis.

O sistema de armazenagem será diferente à mochilha que Ethan usou em Resident Evil 7, mostrando que agora ele estará mais apto à realizar certos tipos de missões, principalmente se levarmos em conta seu final, sendo resgatado por Chris em um helicóptero da Umbrella. Desta vez o protagonista estará no vilarejo em uma missão de resgate de sua prórpia filha.

Talvez a influência mais forte dentro do jogo é a "volta" do mercador, infelizmente não veremos o mesmo personagem de Resident Evil 4, mas o sistema de compra e venda de ítens será basicamente o mesmo, com o personagem aparecendo em diversos locais e em situações diferentes, diferente do mecador do quarto título, este apresenta aparência diferente, tendo um visual mais parecido com mercadores europeus de séculos anteriores ao XIX e menos parecido com um contrabandista misterioso como vimos no jogo de Leon.

Desta vez independentemente de você passar pelo mesmo local, o mercador estará em alguma situação diferente, seja alegre e lhe esperando ou até mesmo tirando um cochilo, algo que dará maior naturalidade às interações com o cenário e ambiente. Uma outra mudança é que o mercador agora é conhecido como Duque.

O jogo possui uma gameplay e apelo gráfico aparentemente muito similar ao de Resident Evil 7 que já possui uma qualidade superior à muitos outros jogos lançados posteriormente graças à RE Engine, que é um motor gráfico desenvolvido pela própria Capcom e que apresenta um visual fotorealista mais próximo à elementos reais.

Resident Evil: Village já está em pré venda e será lançado oficialmente em 07 de maio para PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One, Xbox Series S/X e PC. Todas as plataformas receberão outras demos diferente da que descrevemos.

Por: PhMordred

As notícias mais quentes