FIFA 21: Vazamentos Revelam Esquema para Forçar Compra de Loot Box

26/4/21

A Eletronic Arts é uma das empresas mais lucrativas do mundo dos games, dona dos direitos de diversas franquias consolidadas tanto nos esportes quanto no entretenimento, a empresa ganhou má fama nos últimos anos devido o número de microtransações, chegando a ser acusada diversas vezes de esquemas chamados Pay-to-Win.

A última grande polêmica envolvendo a EA e acusações de que você só conseguiria avançar no game ou ganhar alguns benefícios se dispusesse de grandes quantias de dinheiro, foi em Star Wars Battlefront 2, obrigando os desenvolvedores a alterarem seriamente a política de microtransações no game.

Porém, um documento interno que vazou da Electronic Arts parece indicar que a editora está tentando fazer com que mais jogadores adotem as caixas de recompensa do FIFA 21.

Foto: EA Sports

Segundo o portal Comicbook.com, o documento de 54 páginas é uma apresentação interna fornecida ao CBC do Canadá por um "especialista em jogos". De acordo com o documento, a EA está "fazendo tudo que pode para levar os jogadores" ao FIFA Ultimate Team, ou FUT, que é o modo em que os jogadores formam uma equipe usando cartas, que podem adquirir por meio de pacotes de cartas pagos.

Já um segundo documento revela que a moeda do jogo é chamada de "grind currency" que, segundo a fonte do Comicbook, é uma gíria comum usada nos EUA para descrever uma tarefa repetitiva.

"'Grinding' em videogames é uma gíria para fazer a mesma tarefa monótona repetidamente até o ponto em que não é mais divertido. Parece que [os jogos da EA] são projetados para serem enfadonhos, para serem chatos e para encorajar pessoas de todas as idades a gastarem dinheiro em pacotes de cartas”.

A fonte não foi revelada por motivos óbvios, o medo de retalição, porém, afirma não estar satisfeita com o uso excessivo de loot boxes nos jogos da EA, pois afetam diretamente na experiência dos jogadores.

A equipe do portal Comicbook informormou que entraram em contato com a Eletronic Arts que respondeu apenas que os documentos vazados estão sendo "vistos sem contexto".

"Todos os jogos da EA podem ser jogados sem gastar em itens do jogo, e a maioria dos jogadores não gasta", disse Charlie Fortescue à CBC em um comunicado.

A fonte do Comicbook.com revelou que toda a polêmica envolvendo Star Wars Battlefront 2 não foi o suficiente para mudar o pensamento da EA, que apenas alterou sua política de loot boxes no game e permaneceu com a mesma prática abusiva do Pay-to-Win.

"Por anos ... eles foram capazes de agir com uma camada de negação plausível. Ainda assim, em seus documentos internos, eles estão dizendo: 'Este é nosso objetivo. Queremos que as pessoas sejam direcionadas ao modo de baralho de cartas.

Você pode acessar partes destes documentos Aqui e Aqui.

Por: PhMordred

As notícias mais quentes