Falcão e o Soldado Invernal: Primeiro Episódio justifica escolhas de Capitão América

19/3/21

Finalmente tivemos o primeiro episódio de Falcão e o Soldado Invernal e como esperado uma visão mais geral sobre o mundo após os acontecimentos de Vingadores Ultimato e as consequências na vida dos heróis foram mostradas.

Além de vermos Sam Wilson e Bucky Barnes por um lado mais pessoal, humano e menos heróico, o episódio mostrou mesmo que de forma sutil os motivos que levaram Steve Rogers, o eterno Capitão América a pasar o manto à Sam Wilson.

Obviamente, iremos abordar alguns acontecimentos importantes do primeiro episódio e por isso, o trecho a seguir contém Spoilers, então siga e coloque sua conta em risco.

O primeiro episódio inicia mostrando um grande contraste entre os aspirantes a Capitão América desde a aposentadoria do herói, por um lado vemos Sam Wilson ainda na ativa, agora servindo na força aérea, com uma visão mais otimista e definitivamente presistente, assim como Steve Rogers, lutando até o final para conseguir cumprir sua missão e salvar seu aliado sequestrado por um clássico vilão do Universo Cinematográfico Marvel (e não estou falando de Zemo).

Nesta mesma cena, vemos um Sam imaturo que arrisca a vida dos vilões e chega a provocar direta e indiretamente a morte de alguns, porém sua presença e a construção da imagem mostra otimismo e felicidade, evidenciada por um filtro claro e brilhante nas cenas em que aparece. No decorrer do episódio o vemos lidar com sua irmã, frustrada e sem esperança querendo abrir mão do único legado de sua família enquanto Sam persiste em manter o sonho e o legado vivo mesmo diante de dificuldades simples que não imaginamos que os Vingadores poderiam sofrer.

Contrastando com as cenas de Falcão, vemos finalmente o porquê de Bucky não receber o escudo do Capitão América, mesmo sendo considerado amigo e única família de Steve Rogers, o personagem que teve sua mente "destravada" em Wakanda e viveu momentos de paz ainda é assombrado pelos fantasmas do passado e suas missões de assassinato da H.I.D.R.A., e neste ponto podemos ver dois momentos que fazem referência direta à Capitão América 2: O Soldado Invernal e Capitão América: Guerra Civil, no terceiro filme, Bucky diz ao Homem de Ferro que se lembra de todas as suas vítimas, e isso é mostrado de uma forma bastante desesperadora no ponto de vista do personagem, em seguida ele acorda, estando deitado no chão, referenciando diretamente o diálogo de Steve e Sam quando se conheceram, dizendo que embora estivessem fora do campo, ainda levam algumas caracteristicas das missões, como dormir no chão, já que depois de tanto tempo dormindo no chão a cama "parece um marshmallow".

Bucky segue fazendo terapia e possui uma lista de pessoas más que se beneficiaram com seu trabalho, assim como pessoas boas que se prejudicaram por causa das missões designadas pela H.I.D.R.A. e ele tenta aos poucos reparar seus feitos, a construção das suas cenas são feitas em filtros escuros e o comportamento do herói é depressivo, desesperançoso, triste e acima de tudo ele não parece ter se acostumado com sua vida civil e não violenta, como se algo ainda estivesse guardado em seu interior e que ele tem medo de soltar.

Vendo por esse lado é muito crível os motivos que levaram Steve Rogers a entregar seu escudo à Sam, mas o personagem vê nisso uma responsabilidade muito grande e um fardo muito pesado para carregar, pois símbolos são feitos por pessoas que têm capacidade de carregá-los quando reconhecem o seu significado, por isso ele não assume o manto de Capitão América e doa seu escudo ao Museu Smithsonian, que no MCU possui uma ala inteira para falar sobre o Capitão América, sua história e seu legado.

Foto: Disney+

Mas se por um lado Sam enxerga tudo o que o símbolo do Capitão América representa e não se vê à altura de seu herói, o Governo quer apenas um símbolo para dar esperança à população e anuncia um novo Capitão América, que possui um uniforme muito semelhante ao Cidadão Americano, um dos personagens das HQs e que copia de uma forma distorcida tudo o que o Capitão América representa, pois por não conhecer de perto Steve Rogers, ele é apenas um símbolo vazio e sem honra que irá atender os interesses dos homens que o colocaram lá ao invés de lutar por justiça, como Rogers fez. Mas isso é algo que deixaremos para abordar em outro artigo quando o personagem de Wyatt Russel for melhor explorado na série.

Por: PhMordred

As notícias mais quentes