Dota 2: 40 mil jogadores banidos por trapaças no matchmaking

17/11/20

A Valve anunciou por meio da conta oficial de Dota 2 no tweeter que mais de 40 mil contas foram banidas do MOBA. Essa onda de banimentos foi motivada devido o abuso de matchmaking no game, que consiste em um sistema usado para colocar players com habilidades pareceidas nas mesmas partidas.Elojob e Contas smurf são duas páticas proibidas que afetam diretamente o machmaking de MOBAs. Para quem não é familiarizado com os termos, Smurfs são contas novas criadas por jogadores experientes, alguns usuários criam essas contas para testar novas estratégias sem interferir em suas contas originais, outros usam esse tipo de conta para comercialização e assim evitar que o comprador tenha que se esforçar para atingir certo nível. E Elojob (ou eloboosting) é o ato de avoluir contas de terceiros, seja gratuitamente, ou cobrando pelo progesso.De qualquer forma, a experiência acaba sendo afetada, pois pessoas inexperiêntes podem acabar no mesmo time de pessoas experientes e com contas no mesmo nível prejudicando o desempenho dos times e impactando no progresso de quem utiliza apenas seu perfil principal para jogar.A Valve buscou em suas últimas atualizações equilibrar o matchmaking e mantê-lo mais consistente e evidencia a importância de combater o elojob e as contas smurfs para melhorar a experiência dos jogadores. Outra onda de banimento havia ocorrido em Janeiro de 2019, mas não chegou perto dos 40 mil banidos esse ano, banindo "apenas" 17 mil contas pelo mesmo motivo.A última onda de banimentos ocorreu em setembro do ano passado, quando diversos players sofreram penas de 20 anos de banimento devido o alto número de denúncias de outros jogadores, diminuindo a credibilidade de suas contas, o não cumprimendo das políticas de termos de serviço da Steam, compra e venda de contas e trapaças para adquirir vantagem foram outros motivos para o banimento.Por: PhMordred

As notícias mais quentes