Cyberpunk 2077: Crianças Feias de Night City na verdade são Mini Adultos

4/1/21

Cyberpunk 2077 está chegando ao seu primeiro mês de lançamento e devido sua conturbada chegada recheada de polêmicas, muitos fãs só estão percebendo coisas escondidas no jogo há pouco tempo, um exemplo disso é a descoberta de uma linha de monotrilho incompleta que corta os céus de Night City.

A mais recente descoberta expõe um dos fatos mais bizarros sobre o game e envolve algo tão polêmico quanto os infantes assustadores de Assassin's Creed Valhalla, estamos falando de "Crianças Feias".

Antes de continuar, dê uma olhada em nossa camiseta oficial com design exclusivo.

Se você joga Cyberpunk 2077, com certeza deve ter se deparado com crianças que te dirigem ofensas gratuitas como "orelha de burro" e "cabeça de ET", se você olhar bem para esses pequenos andando pela cidade pode ter percebido que eles não se parecem com crianças comuns, talvez pelas roupas e forma de andar, mas um usuário levantou uma questão em seu Twitter que mostra um detalhe um tanto quanto bizarro sobre a modelagem desta classe de NPCs.

"Eu realmente não consigo entender como os modelos infantis Cyberpunk 2077 são apenas os modelos civis normais encolhidos para parecerem crianças." Disse @tanisthelesbiab em sua conta do Twitter.

Avaliando mais de perto os NPCs infantís, realmente não se parecem com crianças, pois além das feições e roupas adultas, seus braços, pernas e cabeça são completamente desproporcionais ao restante do corpo, aparentando mais um adulto com alguma deficiência em hormônios responsáveis pelo crescimento.

Ainda não ha nenhuma declaração oficial por parte da CD Projekt Red que ainda trabalha na correção de bugs, clitches e texturas, além de estarem preparando o lançamento da primeira DLC que chegará gratuitamente para Cyberpunk 2077 agora em janeiro.

De qualquer forma, Cyberpunk 2077 segue disponível para PlayStation 4, Xbox One, PC e Google Stadia, enquanto as versões de PlayStation 5 e Xbox Series S/X não chegam, os consoles rodam o game via retrocompatibilidade.

Por: PhMordred

As notícias mais quentes