Counter Strike Global Offensive: Ex-jogadora sentenciada a 116 anos de prisão

17/11/20

Shayene Victorio de Barros, conhecida no mundo do CSGO como shAy, foi sentenciada a 116 anos de prisão sob a acusação de estelionato. A sentença foi dada ainda em primeira instância e a mesma poderá recorrere da decisão judicial.Após as investigações do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), e do MP (Ministério Público) de São Paulo, foram compostas por coleta de depoimentos de pessoas que foram lesadas pela empresa online varejista administrada por seu pai e pelo ex-marido de shAy, a juíza responsável pelo acompanhamento do caso encontrou "ilicitudes ocorridas na empresa de sua propriedade".Com isso, shAy foi sentenciada à pena de 116 anos de prisão, além de multa. Embora a pena máxima ultrapassa um século, a legislação brasileira prevê pena máxima de 30 anos em reclusão para crimes não considerados hediondos, como homicídio.Em seu instagram pessoa, Shayene publicou uma nota de seu advogado que informa que "o feito está em andamento. Trata-se de sentença de 1.ª instância e que pode ser totalmente revertida para absolvição, mesmo porque, uma pessoa não pode ser considerada culpada antes do trânsito em julgado da última instância." a publicação continua "Existe uma sentença e que foi embargada, está sendo objeto de recurso."Shayene 'shAy' Barros, foi uma premiada jogadora profissional de CS:GO chegando a jogar na Liga Feminina da GamersClub e atuou em equipes conhecidas do meio dos eSpots, como Mibr, paiN e Vivo Keyd.

As notícias mais quentes