Clássicos Esquecidos que dariam super certo hoje

17/11/20

Era uma vez uma década chamada "Anos 90", onde a linguagem de programação era só mato e os jogos eram feitos de pixels, as músicas eram feitas de bits e não contavam com vozes e arranjos mais elaborados. Muitos jogos surgiram naquela época e marcaram a geração, porém foram esquecidos pelas grandes indústrias e tiveram seu brilho ofuscado pelos jogos incríveis que viriam a surgir no final da era 16/32bits.Antigamente, além dos programadores terem mais liberdade criativa e o público ser menos exigente, não existiam muitas regras e a competição do mercado dos jogos era brutal, com ataques diretos e propagandas que hoje seriam vistas como desrespeitosas aos concorrentes e consumidores da marca atacada.https://www.youtube.com/watch?v=mK0OFsWWzu4Após o fiasco com E.T. a Atari saía do mercado amargurada e quase falida e após o sucesso da Nintendo com seu Famicom, NES, Nintendo Entertainment System, ou como nós chamamos carinhosamente, Nintendinho era natural que novos desafios e consoles fossem surgindo no mercado e na geração seguinte dois consoles dominariam o mercado com seus clássicos, a Nintendo com seu SNES (Super Nintendo) e a SEGA com o Genesis (que ao ser fabricado no Brasil pela Tec Toy se tornaria o Mega Drive).Muitas grandes franquias surgiram, ou ganharam popularidade nesta geração, mas infelizmente, com o surgimento do 3D da próxima geração que tinha Nintendo 64, Sega Saturn e PlayStation, novas oportunidades de jogos foram aparecendo e grandes clássicos ficaram para trás, por isso, decidimos fazer uma Clássicos Esquecidos que dariam super certo hoje.Comix Zone (1995 - Mega Drive)https://www.youtube.com/watch?v=yS-F0UFezFAComix Zone é um clássico que foi desenvolvido para SEGA Genesis, ou Mega Drive e contava a história de um cartunista que foi absorvido por suas próprias histórias e para sobreviver, ele deverá enfrentar suas próprias criações e chegar à última página.Na última década, tivemos uma grande expansão no universo dos filmes baseados em histórias em quadrinhos, o que levou Comix Zone a ganhar versões para outros consoles como Xbox 360 e PlayStation 3, mas sem muita divulgação, ele acabou sendo adquirido pelos jogadores oldschool que queriam sentir a nostalgia de mais uma vez ultrapassar os quadros na base do soco.Imaginem só um jogo novo revitalizando esta ambientação e história, como seria incrível poder ver as mecânicas atuais em um jogo 2D com gráficos ainda mais cartunescos e sons mais realistas.Rock & Roll Racing (1993 - SNES, Mega Drive)https://www.youtube.com/watch?v=auoTvdvN9ukAquele jogo inesquecível que eventualmente esquecemos de citar, Rock & Roll Racing possuía uma proposta totalmente diferente para os jogos de corrida da época que trazia carros mais velozes que se enfrentavam em circuitos cheios de armadilhas e perigos. O jogo era muito rápido para os consoles da época e a jogabilidade prejudicada deixaria qualquer jogador acostumado com a atual geração de consoles espumando de raiva.O game permitia que você escolhesse o carro de sua preferência com customizações ao seu gosto, algo novo para a época, além é claro da trilha sonora única que ditava o rítmo das corridas com Bad to The Bone (George Thorogood And The Destroyers), Highway Star (Deep Purple), Paranoid (Black Sabbat), entre outras. Além da trilha, os nomes dos carros e personagens faziam alusão a grandes astros do Rock.Hoje em dia o jogo poderia contar com mais pistas, carros, e uma trilha sonora mais marcante, tornando a experiência dos jogadores mais genuína e divertida. Além de adaptar às mecânicas atuais para tornar a gameplay mais fluida.Earthworm Jim (1994 - SNES, Mega Drive)https://www.youtube.com/watch?v=93osCGBFG2kEarthworm Jim, ou popularmente conhecido no Brasil como Jim Minhoca, devido sua série animada, teve uma série de jogos iniciada em 1994 e logo foi esquecida, mesmo após tentativas de revitalização de sua franquia em 2010, mas sem sucesso por não ter um apelo muito grande nas mídias.Jim é uma simples minhoca de terra que possui um traje espacial tecnológico e armas que permitem combate e movimentos que normalmente o personagem não teria, a Série Animada era muito divertida assim como seus jogos, e uma nova abordagem de ambas as mídias poderia ter um grande apelo ao público que busca novos jogos com propostas bizarras.Revenge of Shinobi (1989 - Mega Drive)https://www.youtube.com/watch?v=Pv6tDtDrkkkRevenge of Shinobi é o segundo jogo de uma trilogia que se iniciou em 1987 com Shinobi, mas que tornou-se maior que o primeiro jogo por sua jogabilidade dinâmica e fluída, tendo comandos complexos e perfeitos até hoje, o personagem principal é um ninja que busca sua amada sequestrada por forças do mal que assassinam seu mestre. O ninja Joe Musashi domina a magia ninjitsu e parte em busca de vingança e resgate.Algo que torna o jogo ainda melhor é sua trilha sonora única que mistura elementos da música eletrônica com músicas orientais, além disso, existem diversas magias diferentes disponíveis para o combate e aniquilação de seus oponentes, além é claro de magias que o ajudam a passar de fase e vencer obstáculos impenetráveis.Com certeza se fosse adaptado para os dias de hoje os desenvolvedores teriam que substituir os chefões do jogo, já que o protagonista precisa enfrentar grandes "vilões" como Homem-Aranha, Batman, um Exterminador do Futuro verde e Godzilla, além disso, o jogo contava com dois finais diferentes, o tempo que você leva para derrotar seu oponente final pode definir se sua amada morrerá, ou não.Hoje em dia o jogo seria muito bem aceito, pois os desenvolvedores poderiam se aprofundar ainda mais no roteiro e jogabilidade, o sucesso de Ghost of Tsushima é um jogo que pode ser usado como exemplo de aceitação do público à uma revitalização da trilogia Shinobi.Chrono Trigger (1995 - SNES)https://www.youtube.com/watch?v=E4VRZy-7Y-wJá dissemos que hoje em dia os jogos possuem um enredo aprofundado, personagens bem desenvolvidos, trilha sonora marcante, história influenciada pelas decisões dos jogadores, múltiplos finais e é claro desafios que extendem a gameplay por horas. Porém Chrono Trigger tinha tudo isso e muito mais em 1995.Exclusivo para SNES, Chrono Trigger foi um game muito a frente de seu tempo, com o sucesso de Final Fantasy, muitos RPGs surgiram no mercado tentando emular a experiência que os jogadores tínham ao jogar a última esperança da Square (a empresa estava a beira da falênia e desenvolveram Final Fantasy como seu útimo suspiro, por isso o nome), porém nenhum jogo chegou tão perto quanto Chrono Trigger.O game já contava com uma extensa lista de personagens de diversas formas, gêneros, sexualidades (veja nossa lista de personagens Trans nos games) e aparências que tornava a experiência ainda mais pessoal para os jogadores que podiam se sentir representados dentro da história, além disso, o jogo contava com uma gameplay muito extensa com muitos objetivos e detalhes, para se ter uma ideia compare a duração dos vídeos desta matéria e veja que o de Chrono Trigger é apenas a primeira parte de duas.Os finais são um show a parte existindo no mínimo 13 maneiras diferentes de se concluir o jogo. Ou seja, esta é uma obra que permanece atemporal, mas que infelizmente mesmo contando com uma verdadeira legião de fãs fiéis, acaba sendo cada vez mais esquecido e ofuscado na visão do novo público, talvez uma remasterização ou revitalização da franquia resgatasse a grandeza deste jogo que até hoje permanece atual.Caso você saiba de mais jogos que não lembramos aqui, comente em nossas redes sociais e quem sabe façamos uma segunda lista?Por: PhMordred...

...E é claro, se você curte animes e desenhos, pode aprender a desenhar seus personagens favoritos em uma promoção exclusiva para leitores da Cyber Horus com um descontão especial para você, clique no banner abaixo e confira.

As notícias mais quentes