Bugs, Downgrade e... Cyberpunk 2077 continua sendo um sucesso, por quê?

10/12/20

Finalmente, após cerca de sete anos em desenvolvimento, Cyberpunk 2077 foi lançado pela CD Projekt Red em suas versões de PlayStation 4, Xbox One e PC.

Porém os fãs perceberam que o jogo não está otimizado nas plataformas antigas da Sony e Microsoft e no dia 1 apresentou diversos bugs e falhas gráficas como demora para carregar texturas (em alguns momentos nem carrega) e queda no frame rate, prejudicando a experiência visual incrível prometida nos trailers e vídeos de gameplay.

Mas apesar dos pesares, o game caiu nas graças dos fãs que estão se divertindo mesmo com todos estes problemas, muitos estão criando memes ou simplesmente desabafando em gupos e fóruns de discussão na internet, mas o jogo não está mostrando sinais de fraqueza, depreciação ou uma enxurrada de pessoas pedindo reembolso (embora haja alguns relatos de consumidores que chegaram a pedir reembolso, foi uma minoria). Mas por quê Cyberpunk 2077 não teve o mesmo fim de Marvel's Avengers e Velozes e Furiosos?

O vídeo abaixo pode conter alguns spoilers, mas se você quer ver alguns dos glitches mais bizarros saberá como está a versão final do game.

O que difere este título da CD Projekt Red de outros como os citados acima entre outros é um conjunto de elementos que prendem os jogadores e garantem diversão e entretenimento. Podemos usar como exemplo a série Gand Theft Auto, o game desenvolvido pela Rockstar Games possui diversos bugs diferentes, uma física questionável e ainda assim é um dos melhores jogos de mundo aberto e mais amado pelos fãs, justamente por conter coisas que o diferencia de outros jogos em qualquer plataforma.

Em Cyberpunk 2077 não é diferente, embora haja problemas (que a CD Projekt Red prometeu concertar em uma atualização próxima), o game possui uma história cativante, um tema e ambientação diferentes de qualquer outro grande título lançado recentemente e talvez o elemento mais importante de todos, a liberdade.

Em um jogo de mundo aberto é importante que os jogadores tenham a liberdade de andar e frequentar qualquer lugar que desejar, e em Cyberpunk não é diferente, além de poder transitar entre qualquer ambiente, obviamente tomando cuidado em áreas hostis, os jogadores possuem o livre arbítrio de se vestir como quiser, não se vestir, dirigir ou andar e acima de tudo escolher livremente as missões que desejar fazer.

Podemos tomar como exemplo diversos jogos com os mesmos problemas de Cyberpunk terem um resultado comercial simplesmente desastroso e todos eles possuem a mesma coisa em comum, falta de liberdade, limitações na customização de personagens e embora alguns desses jogos tenham um mapa vasto, os jogadores ficam presos a objetivos repetitivos e cansativos que obrigatoriamente devem ser cumpridos para avançar na linha principal.

É claro que os jogadores de PlayStation 5 e Xbox Series X/S terão uma experiência fantástica quando o jogo finalmente tiver sua versão para a próxima geração lançada, mas por enquanto, Cyberpunk 2077 segue divertindo os fãs pela sua liberdade, missões, história e é claro, bugs bizarros.

Cyberpunk 2077 segue disponível em versões de PlayStation 4, Xbox One e PC.

Por: PhMordred

As notícias mais quentes